Nova lei sueca contra a pirataria online já começa a fazer os seus efeitos

by Miguel Caetano on 3 de Abril de 2009

Menos de 48 horas após a sua entrada em vigor na passada quarta feira, 1 de Abril, a nova lei que transpõe para o quadro legislativo sueco a Directiva Europeia de Aplicação dos Direitos de Propriedade Intelectual (IPRED) resultou num decréscimo do tráfego de dados de internet na Suécia e na detenção de dois indivíduos acusados de partilharem ficheiros protegidos por direitos de autor.

Como eu referi aqui a 2 de Março o documento legislativo concede a todos os detentores de direitos a possibilidade de solicitar a um tribunal uma autorização para obter junto do fornecedor de acesso à Internet a identidade do utilizador associado a um endereço IP envolvido na transferência de conteúdos ilegais. Até aqui, eles precisavam de denunciar previamente a alegada infracção à polícia ou a um procurador do Ministério Público.

Em resposta, o Pirate Bay decidiu lançar o IPREDATOR, o seu próprio serviço de rede virtual privada (VPN) que por cinco euros mensais oferece o anonimato total. Contudo, enquanto o serviço ainda não abre ao público parece que os suecos passaram mesmo a utilizar menos a sua ligação de banda larga.

Isto é o que dão pelo menos a entender os dados revelados pela Netnod, uma empresa sueca de monitorização do tráfego de Internet, a que a BBC teve acesso e que indicam uma quebra de 30 por cento no primeiro dia em que a lei entrou em vigor: de uma média de 120 Gbps para 80 Gbps.

Mas de acordo com o TorrentFreak, o número de suecos que se ligaram ao tracker do Pirate Bay nas primeiras 24 horas foi de 385 mil. Isto quer dizer que esse número, que corresponde a cerca de cinco por cento do total da população, permaneceu inalterado. Para além disso, muitas pessoas têm manifestado interesse na oferta de VPN de empresas como a Mullvad.

No entanto, o que é facto é que o dia a seguir ficou marcado pelas primeiras detenções de partilhadores na Suécia: dois indivíduos com 29 anos de idade foram acusados de terem partilhado ficheiros protegidos por direitos de autor tendo a polícia apreendido os seus computadores e uma série de equipamento adicional na cidade de Skövde.

Existem fortes suspeitas de que os dois homens fizessem parte da rede inernacional de pirataria chamada Scene que se dedica a disponibilizar filmes, álbuns e videojogos na Internet antes da sua data de lançamento comercial.

Independentemente deste caso de contornos específicos, é bastante provável que o tráfego de Internet na Suécia volte novamente a subir assim que os piratas suecos da “Baía dos Piratas” lançarem a versão pública da sua VPN…

Bookmark e Compartilhe

{ 3 trackbacks }

B.B.
7 de Abril de 2009 às 21:21
Notícias do Front Baixacultural (18) « BaixaCultura
13 de Abril de 2009 às 16:51
Pedro Cavaco » A baía dos piratas criou um túnel…
16 de Abril de 2009 às 11:32

{ 5 comments }

1 Ricardo Castanheira 3 de Abril de 2009 às 23:32

Importante!! RT @osamigosdealex: POST: Nova lei sueca contra a pirataria online já começa a fazer os seus efeitos http://tinyurl.com/d9pvnc

2 alex silvestre 4 de Abril de 2009 às 0:59

RT @remixtures: POST: Nova lei sueca contra a pirataria online já começa a fazer os seus efeitos http://tinyurl.com/d9pvnc

3 Ricardo Castanheira 4 de Abril de 2009 às 1:32

<span class="topsy_trackback_comment"><span class="topsy_twitter_username"><span class="topsy_trackback_content">Importante!! RT @osamigosdealex: POST: Nova lei sueca contra a pirataria online já começa a fazer os seus efeitos http://tinyurl.com/d9pvnc</span></span&g

4 Edson 13 de Abril de 2009 às 17:30

Que venham as VPNs e os proxys! Todas as possibilidades de resposta às jogadas sujas do lobby internacional são lindíssimas, e acabam por se tornar legítimas enquanto instrumento de manifestação coletiva.
Ótimo post, Miguel.

5 noah78 16 de Julho de 2012 às 17:19

Je cherchais un moyen de regarder la BBC à l'étranger et j'ai trouvé un uk vpn. Maintenant, je suis en utilisant le service http://www.superbvpn.com/vpn-uk et je peux regarder la TV depuis n'importe où dans le monde.

Comments on this entry are closed.

Previous post:

Next post:

google - ukash - buruncerrahisi.com - burunestetik.de - geciktirici ilaç