MySpace prestes a finalizar aquisição da Imeem

by Miguel Caetano on 17 de Novembro de 2009

Depois de em Agosto deste ano ter adquirido a iLike – empresa responsável por um serviço de recomendação de música com o mesmo nome -, a MySpace prepara-se agora para adquirir a Imeem, a start-up por detrás do serviço de streaming grátis de música financiado por publicidade. Pelo menos é o que dão a entender tanto Michael Arrington no TechCrunch como Peter Kafka no MediaMemo.

Embora não exista até ao momento qualquer confirmação oficial, ambas as fontes estimam que a Imeem será comprada a preço de saldo – tal como aliás aconteceu com a ILike. Também não admira. Desde Outubro do ano passado que a Imeem se encontrava à procura de um comprador. A razão é simples: o modelo de negócio de música grátis subsidiada por anúncios é completamente insustentável em termos económicos devido às elevadas tarifas de royalties que as editoras discográficas cobram por serviços deste tipo.

Recentemente, contudo, a companhia tinha até conseguido renegociar os termos de licenciamento com as majors. Isso não impediu, no entanto, a Warner Music Group de depreciar o seu investimento de 16 milhões de dólares na Imeem. Mais tarde ficámos a saber que a mesma WMG conseguiu obter totalmente de borla uma participação ainda maior na companhia em troca do perdão da dívida de quatro milhões de dólares em pagamentos de royalties.

Segundo dados da ComScore, no passado mês de Setembro o site da Imeem contou com 16 milhões de visitantes únicos em todo o mundo. A Imeem foi fundada em Novembro de 2003 por Dalton Caldwell quando este tinha apenas 23 anos. Se originalmente o site funcionava como uma rede social em 2005 o jovem empreendedor decidiu relançá-lo sob a forma de um serviço de rede social de música. De então até hoje, a companhia foi crescendo a ponto de começar a comprar outras start-ups como o cacifo virtual de música na “nuvem” Anywhere.fm e a plataforma de comércio electrónico Snocap criada por Shaw Fanning (o mesmo do Napster original).

Para a MySpace, esta aquisição apenas demonstra com mais veemência que a subsidiária da News Corp. está mais do que nunca interessada em tornar-se na maior companhia de streaming de música, agora que já admitiu a derrota para o Facebook na liga das redes sociais.

A grande questão é se a MySpace está ou não disposta a garantir um serviço de música grátis aos seus utilizadores como o MySpace Music já oferece aos utilizadores norte-americanos e australianos ou se pretende deixar definitivamente de dar música de borla, como alguns boatos surgidos recentemente a lume deixam pressagiar.

Outra hipótese passa por adoptar um modelo freemium semelhante ao empregue pela Spotify na Europe que concilie uma oferta grátis com uma subscrição paga. Mas aí coloca-se a questão de saber o que é que o MySpace poderá dar aos seus utilizadores que os incentive a pagar. Certamente que não poderá ser o mesmo que eles já usufruem actualmente de graça…

É aqui que a aquisição da Imeem poderá dar jeito. Desde há uns tempos que a empresa mantém um serviço VIP que funciona como um “cacifo online” onde os utilizadores podem fazer upload das suas músicas de modo a poder escutá-las por intermédio de um telemóvel iPhone ou Android. Parece-me bastante plausível que este serviço VIP será de bastante utilidade para a MySpace

(foto de laihiu segundo licença CC-BY-SA 2.0)

Bookmark e Compartilhe

{ 1 trackback }

Sua fonte de música!
17 de Novembro de 2009 às 20:58

{ 1 comment }

1 Sua fonte de música! 17 de Novembro de 2009 às 19:58

MySpace prestes a finalizar aquisição da Imeem http://short.ie/22yujh

Comments on this entry are closed.

Previous post:

Next post:

google - ukash - buruncerrahisi.com - burunestetik.de - geciktirici ilaç