TorrentPrivacy: descarregar torrents com privacidade e em anonimato sai caro

by Miguel Caetano on 14 de Agosto de 2008

TorrentPrivacy

Enquanto as editoras discográficas e os estúdios de cinema continuarm a mostrar a sua renitência em lançar ofertas de downloads ilimitados de músicas e filmes em troca do pagamento de uma mensalidade, optando em vez disso por tentar suspender ou mesmo cortar a ligação à Internet dos partilhadores, há quem começe a aproveitar-se desse clima de suspeição em proveito próprio, cobrando dinheiro por serviços que proporcionam privacidade e anonimato a quem pretenda descarregar torrents.

O TorrentPrivacy é um serviço desenvolvido pela equipa do tracker de BitTorrent TorrentReactor.net com o intuito de contornar todos os possíveis obstáculos, desde firewalls a aplicações de traffic shaping implementadas pelos nossos ISPs, consistindo numa combinação de um túnel seguro por intermédio ao protocolo SSH, uma versão pré-configurada do uTorrent 1.7.7 e um Web proxy.

Depois de efectuarmos o registo, descarregarmos o pacote de instalação – com um tamanho de cerca de 1 Megabyte – e instalarmos a aplicação, temos que nos ligar a um dos servidores do TorrentPrivacy na Europa, Estados Unidos ou Canadá. São estes servidos que ocultam o nosso endereço IP ao atribuírem-nos um IP dinâmico novo de cada vez que nos ligamos ao TorrentPrivacy. Para além disso, todo o tráfego de BitTorrent criado pela versão do uTorrent é transferido para o túnel de SSH que encripta todos os dados com uma chave de 128 bits.

A equipa do TorrentPrivacy desenvolveu ainda um Web proxy com uma lista de cerca de 300 sites seguros de torrents que podem ser visitados anonimamente. Segundo os responsáveis do projecto, o serviço não guarda quaisquer registos (logs) do tráfego ou outros dados privados. Infelizmente, o serviço apenas se encontra disponível para os utilizadores do Windows.

É claro que a privacidade e o anonimato têm um preço na Internet. E no caso do TorrentPrivacy, o custo para quem se registar até ao final de Agosto é de 9,95 dólares (6,70 euros) por um mês de acesso. A partir de Setembro, o preço sobe para os 19,95 dólares (13,40 euros). Quem quiser apenas experimentar, pode pagar 2,95 dólares (dois euros) por uma semana. Se gostarem mesmo muito do serviço, podem pagar 99,95 dólares (67 euros) pela possibilidade de o utilizarem durante um ano. Se as editoras fossem menos teimosas e mais espertas, por esta altura elas já teriam lançado um serviço de torrents semelhante, só que oferecendo conteúdos legais. O resultado da sua burrice está à vista: o dinheiro que poderia ir para o seu bolso vai para os “piratas”.

(via TorrentFreak)

Bookmark e Compartilhe

Artigos relacionados:

  1. Mass Torrent preserva o teu anonimato nos sites e trackers de torrents
  2. Descarregar torrents para um iPhone: já é possível
  3. Pirate Bay apresenta: IPREDATOR, uma VPN que oferece total anonimato aos partilhadores
  4. Como descarregar torrents em Firefox e Chrome sem recurso a trackers
  5. Instant-Torrents: pagar para sacar torrents a partir da Web

{ 1 trackback }

diga cultura
15 de Agosto de 2008 às 10:17

Comments on this entry are closed.

Previous post:

Next post:

google - ukash - buruncerrahisi.com - burunestetik.de - geciktirici ilaç